Jornal da 2CNews

Segunda, 28 de novembro de 2022
MENU

Cidade

Vistoria atesta qualidade na obra do Túnel de Taguatinga

Inspeção preventiva procura identificar qualquer defeito nas peças que dão acabamento interno à passagem subterrânea. Ao todo, as paredes receberão 20

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

As placas cimentícias que revestem as paredes do Túnel de Taguatinga têm sido alvo de vistorias rigorosas. Em um trabalho preventivo, a equipe de fiscalização busca qualquer defeito nas peças usadas no acabamento interno da passagem subterrânea. A inspeção, bastante comum em obras de grande porte, garante alta qualidade na entrega.

O túnel receberá 20 mil m² de placas cimentícias em suas quatro paredes internas – serão 7 mil peças, cada uma delas medindo 1,2 m por 2,4 m. Desse total, 13 mil m² já estão fixadas. Para dar mais celeridade ao processo, a vistoria tem sido feita de forma concomitante à colocação do revestimento.

“Se, durante a instalação, o espaço deixado entre uma placa e outra for pequeno, o cantinho delas pode trincar. Isso porque o concreto sofre dilatação quando o tempo está mais quente”, explica o engenheiro civil Antônio Carlos Ribeiro Silva, da Secretaria de Obras e Infraestrutura. “Estamos substituindo 600 peças danificadas, e faremos nova inspeção quando as peças que faltam estiverem instaladas.”

A escolha do revestimento para cobrir as paredes do Túnel de Taguatinga não foi meramente estética. Vindas de São Paulo, as placas melhoram a acústica da passagem e são resistentes às intempéries do tempo. Além disso, as peças são ignífugas, ou seja, não pegam fogo.

 

Fonte/Créditos: Agência Brasília

Créditos (Imagem de capa): Agência Brasília

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!