Jornal da 2CNews

Segunda, 28 de novembro de 2022
MENU

Política

Termina salvo-conduto que impedia prisão de eleitor no primeiro turno

Pela regra, no período de cinco dias antes do pleito e 48 horas depois da votação, eleitores só poderiam ser presos em flagrante delito ou condenado por crime inafiançável.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Termina hoje (4), às 17h, a validade do salvo-conduto que impedia a prisão de eleitores no primeiro turno das eleições.

Pela regra, no período de cinco dias antes do pleito e 48 horas depois da votação, eleitores só poderiam ser presos em flagrante delito ou condenado por crime inafiançável.

No segundo turno, a medida voltará a valer no dia 15 de outubro.

Notícias relacionadas:PDT anuncia apoio a Lula no segundo turno das eleições.Confirmado segundo turno nas eleições presidenciais.No segundo turno, a medida voltará a valer no dia 15 de outubro.

No dia de votação, poderá ser preso quem desrespeitar algumas proibições, como fazer propaganda de boca de urna, usar equipamento de som na rua, promover comícios, entre outros.

Fonte/Créditos: Agência Brasil

Créditos (Imagem de capa): © Agência Brasil

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!