Jornal da 2CNews

Sábado, 22 de janeiro de 2022
MENU

Educação

PF investiga fraude de R$ 130 mi em impressão de provas do Enem

A ação conta com a participação da Controladoria-Geral da União (CGU)

849
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Nesta terça-feira (7), a Polícia Federal deflagrou operação que apura suposto superfaturamento de R$ 130 mi em contratos firmados com gráficas que imprimiam provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). De acordo com as investigações, fraudes ocorreram entre 2010 e 2019.

Segundo a PF, servidores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) favoreceram empresas em contratos milionários. Operação também aponta que funcionários são suspeitos de "enriquecimento ilícito".

São cumpridos 41 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro, além de ter sido determinado pela Justiça Federal o sequestro de R$ 130 milhões das empresas e pessoas físicas envolvidas.

A investigação identificou que, entre janeiro e fevereiro de 2019, servidores do Inep driblaram a licitação para garantir o contrato para uma das empresas investigadas. As duas primeiras colocadas foram desclassificadas para beneficiar a gráfica investigada.

Segundo investigadores, entre 2010 e 2018, a outra empresa que estava à frente da impressão das provas do Enem era uma multinacional, que foi contratado pelo Inep sem observar as normas de inexigência de licitação.

Fonte/Créditos: Amanda Silveira/Agência 2CNews

Créditos (Imagem de capa): Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!