Jornal da 2CNews

Sábado, 22 de janeiro de 2022
MENU

Policial

DF tem alta de 61% nos feminicídios em 2021

Os dados fazem parte do Relatório de Monitoramento dos Feminicídios do DF, da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF)

5006
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

De acordo com Relatório de Monitoramento dos Feminicídios do DF, da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF), no ano de 2021, o Distrito Federal superou o número de feminicídios registrado em todo o ano passado.

Entre janeiro e novembro, foram 29 casos, contra 18 de 2020, um aumento de 61%.

Os crimes deste ano ocorreram em Ceilândia, Paranoá, Planaltina, Riacho Fundo II, Estrutural, Recanto das Emas, Itapoã, Samambaia, Sobradinho I, Sobradinho II, Santa Maria, São Sebastião e Taguatinga.

Desde março de 2015, quando a lei do feminicídio entrou em vigor e o delito passou a ser crime hediondo, 134 assassinatos de mulheres foram registrados em Brasília.

O levantamento aponta que, nos últimos seis anos, 83% das vítimas tinham entre 18 e 49 anos, e possuíam relação de afeto com o assassino. 

De acordo com estudo, em 84% dos casos, os crimes foram motivados por ciúmes ou pelo sentimento de posse e não aceitação do término do relacionamento.

Os dados revelam que a maioria dos feminicídios (76,1%) ocorreram dentro de casa, com uso de faca ou arma de fogo. Entre os autores dos assassinatos, 67% eram maridos e/ou companheiros das vítimas, ou tiveram algum relacionamento anterior.

Ao todo, 71,44% dos autores dos feminicídios estão presos, mas deixaram um saldo de 255 órfãos, sendo que 70% tinham menos de 12 anos até o dia do crime.

Fonte/Créditos: Amanda Silveira/Agência 2CNews

Créditos (Imagem de capa): Tânia Rêgo/Agência Brasil

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!